terça-feira, 7 de outubro de 2008

Manteiga

Apesar de eu nunca ter sido punk, nem sequer ter ido além de um conhecimento pouco mais do que superficial do género no que toca a bandas e personagens, tenho que admitir que a notícia do Johnny Rotten ter feito um anúncio a manteiga (aí para baixo) me deixou algo deprimido. Nunca fui de grandes convicções (nem pequenas, agora que penso nisso), mas sempre tive alguma admiração pelos que as tinham e, mais importante, faziam algo a esse respeito. Podia desprezar as suas ideias, considerar risíveis as suas crenças, ridicularizar as suas certezas e ideais, mas pelo menos mexiam o cu (e este blogue não se chama Sem ganas por acaso).

Fica uma melodia dos Exploited, no reinado da Thatcher (Maggie). O doce sotaque escocês não permite a compreensão integral da mensagem, mas dá para ficar com uma ideia: Wankers (1983).













Hitler was a pacifist,
His mother was a nun,
Prince Charles was his father
And he takes it up the bum

They're all fucking wankers
And it's a fucking shame (shit?)

Fagan wanted to have a fuck
To fuck her from behind
But Fagan couldn't get it up
He'd been drinking too much wine

They're all fucking wankers
And it's a fucking shame

Lady Di had a spastic
With scrambled eggs for brains
It looks like his brother*
And it's a fucking shame

They're all fucking wankers
And it's a fucking shame

Maggie got a sex transplant
and now she's got a cunt
Michael Foot's retarded
He's in politics for fun

They're all fucking wankers
And it's a fucking shame



* O príncipe Harry só nasceu em 1984, pelo que deve haver aqui um erro. Ou talvez não. Não faz diferença.