sábado, 2 de junho de 2007

Saúde

Depois de vários dias sem acesso à net, com alguns dos contactos com o serviço de "apoio ao cliente" a fazerem ameaçar a minha frágil estabilidade mental, eis que, finalmente, recebo uma chamada salvadora da PT. Resolvida a questão (confirmando-se aquilo que eu vinha repetindo a quem era obrigado a ouvir-me, o problema era mesmo do lado deles), despede-se o funcionário com um muito apropriado, mas pouco convencional, "saúde!". Fiquei desarmado.