sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

Ofélia

Ophelia - William Rodgers

Ophelia (2003), William Rodgers



Há nesta Ofélia um abandono e tristeza que não encontro noutras representações.
A luz e o cenário, por desígnio do artista ou mera casualidade, colocam-a num palco. E no entanto — ou em parte também por isso —, não encontro outra que melhor isole e capte essa vertente da personagem. Não a tresloucada, debochada ou fantasmática (nada tenho contra essas, já agora...), mas apenas alguém que não foi correspondido no seu amor (a catatónica?).