domingo, 3 de dezembro de 2006

sem ganas

cruz

Hugo Carreira



"Aqui jaz
j f
morreu
como tinha vivido
sem ganas"


Epitáfio do valenciano Joan Fuster (1922-1992), publicado no seu Diccionari per a ociosos (1964).